Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lazy Lover Undercover

Lazy Lover Undercover

Nunca nada me magoou tanto, como tu

Pronto. E anda tudo mal. 

 

Desde a cena com o outro deficiente, nunca mais fui a mesma. Os relacionamentos mudam as pessoas, e o primeiro, então, muda radicalmente, e se correr mal, mais ainda. 

 

Parece que agora sinto uma necessidade imensa de ter as outras pessoas a gostaram de mim, enquanto pessoa. Esforço-me demasiado. Não falo no geral, no geral sou espontanêa como sempre fui, mas com o outro rapaz, que conheci há pouco, por exemplo. Quero tanto agradá-lo, quero tanto que ele goste de mim, que me ache piada, que até mete dó. É muito mau. Estou a atribuir-lhe muita importância, quando devia estar a fazer o exacto oposto. Devia ser fria, não dar confiança, porque fiquei ainda mais frágil, e as coisas, por vezes, magoam demais. Troquei a frieza pela vulnerabilidade, quando escolhi ficar com alguém. Fui deixada, trocada e a vulnerabilidade não me abandona, devia estar mais fria que nunca, mas não estou.



Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.