Sexta-feira, 21 de Março de 2014

Blog desabafo

Cheguei a um ponto em que deixei de conseguir vir aqui escrever, deixou de fazer sentido, deixou de fazer falta. Acho que usei e abusei dele para partilhar coisas que dava tudo para que não tivessem acontecido. Muita coisa mudou neste último mês. Sei que ninguém me conhece, mas sinto um certo receio em ser julgada pelas minhas acções e/ou pensamentos. Além disso, cometi o erro de revelar a sua existência a alguém que hoje não é nada para mim. Tenho medo que essa pessoa arranje maneira de descobrir o blog e que venha cá ler o que escrevo. Já não sinto o à vontade que sempre senti. Este blog foi um escape durante quase 3 anos, foi o segredo mais bem guardado, até ao dia... O pior de tudo é que tenho tanta coisa para contar, mas não consigo, este sentimento desconfortável que sinto por ele, impede-me disso.

tags:
publicado por meisiza às 00:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 8 de Março de 2014

Constrangedor

É que o meu professor de Multimédia fisicamente é extremamente parecido com o meu ex-namorado. Esta infeliz situação acontece todas as terças-feiras. Ainda estranho um bocado, mas vai atenuando aos poucos. E pronto, era isto.

tags:
publicado por meisiza às 17:14
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Março de 2014

Coladíssima - Atlas Genius

publicado por meisiza às 20:08
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 11 de Fevereiro de 2014

Filmes

Para estas férias entre semestres tinha planeado ver muitos filmes, mas, como entretanto o P. apareceu na minha vida, passei a ocupar o meu tempo livre com ele e os filmes ficaram para segundo plano. Como tal, apenas vi cinco: As Serviçais, O clube de Dallas, Dúvida, Mestres da Ilusão A vida secreta de Walter Mitty.

 

 

 

Adorei As Serviçais. Já estava para vê-lo há imenso tempo, mas tinha vindo sempre a adiar. É um filme que, na minha opinião, vale a pena ver. Tem um argumento interessantíssimo, actrizes com qualidade e não tem tempos mortos. Também gostei imenso d'O Clube de Dallas, que está agora nomeado para 6 óscares. Tem também um argumento interessante, actores completamente transformados, como o Matthew Mcconaughey e o Jared Leto e foi muito para além das minhas expectativas. Já a Dúvida não foi tão bom como esperava. Foi interessante, mas as minhas expectativas para este filme eram demasiado altas e não conseguiu superá-las. Conta com a participação de Meryl Streep, Philip Seymour Hoffman, que faleceu no passado dia 2, e Amy Adams. Com Mestres da Ilusão aconteceu a mesma coisa. É um filme engraçado, mas não achei assim tão grandioso como toda a gente mo fez parecer. A vida secreta de Walter Mitty destaco, não pela história ou pelos actores, mas sim pela fabulosa banda sonora.

 

Conclusão: Quando quiserem ver um filme, vejam-no, mas nunca criem expectativas, porque dificilmente serão superadas.

 

Antes de estas férias acabarem hei-de, ainda, ver o Requiem for a Dream, que já estou há anos para ver.

tags:
publicado por meisiza às 04:26
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Domingo, 2 de Fevereiro de 2014

O futuro

Hoje leram-me a mão. Sou bastante céptica em relação a estas coisas, mas a pessoa que o fez estava a acertar em tudo o que estava a dizer, relativamente ao passado das minhas amigas, coisas que não tinha mesmo maneira de saber, e eu fiquei curiosa.

 

Queria que ele me "lesse" o passado, mas leu-me o futuro. Disse-me que eu, à primeira oportunidade que tenha, saio de casa, e que não faltava muito para isso acontecer, o que é totalmente verdade. E depois disse-me um coisa que me deixou um bocado assustada. Disse que eu, se algum dia me for abaixo, e bater no fundo, posso ter mil e uma pessoas a tentar puxar-me para cima, amigos, pais, que eu não vou. Que é algo que tem de partir de mim e não dos outros, porque eu me vou estar a cagar para os outros. Depois disse-me que na minha vida, vou ter dois relacionamentos sérios, e que o primeiro será muito mais forte que o segundo, e que o fim do primeiro poderá estar relacionado com o tal bater no fundo, de que me tinha falado anteriormente.

 

Não sou de acreditar nestas coisas, como disse, sou até bastante céptica, mas ele acertou em tudo do passado das minhas amigas, que me deixa assustada pensar que isto pode ser verdade...

 

publicado por meisiza às 07:03
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 1 de Janeiro de 2014

Deitou tudo a perder

Tenha plena consciência de que para primeiro post do ano é uma deprimência, mas já estou para escrevê-lo há uns dias. E tem de ser escrito, para me poder libertar um pouco desta tensão, deste stress, desta violência emocional...

 

Nunca, em dois anos e meio de existência deste blog, tinha falado das crises que, por vezes, acontecem naquilo a que chamo casa. 

 

Já tinha referido sim, que não sou filha única e que tenho três irmãos mais velhos. Somos uma familia de gente louca, e não digo isto num sentido cómico, pelo contrário, digo-o no sentido mais sério da palavra. 

 

Os meus irmãos, são os três loucos, sempre a arranjar confusão. Já foram os três a tribunal, cada um por um motivo diferente. Um deles é obsessivo-compulsivo, de vez enquando tem ataques de fúria e destrói tudo à volta dele. Normalmente, estas crises dão-se por motivos de dinheiro.

 

Acontece que, estes ataques, para além de serem demasiado frequentes, e completamente evitáveis, se ele tomasse os comprimidos, como era suposto, não eram a única coisa má que este meu irmão fazia. Depois de muitos anos a aturar estas merdas, o meu pai chegou a um ponto inevitável. Tinha de pôr um ponto final a isto, que não era saudável para ninguém. A gota de água acabou por acontecer, ao fim de tantas oportunidades que o meu irmão decidiu desperdiçar. Um dia, o meu pai descobriu que o meu irmão lhe andava a roubar coisas para depois as vender e ganhar algum dinheiro. O copo transbordou. O meu pai pô-lo fora de casa. Demorou mais de um ano até se voltarem a falar. Acabou por acontecer nos anos do meu irmão, em Agosto de 2012.

 

Entretanto, parecia correr tudo bem. Ele voltou a ir lá a casa com mais frequência. Voltou a passar as festas - Páscoa, Natal, Ano Novo e aniversários - connosco. Ganhou a indepêndencia que cria, mas estava de novo ligado a nós, ao meu pai. 

 

Mas nem tudo eram rosas. Há precisamente um ano atrás, um amigo dele foi levado pela policia para a esquadra e mais tarde a tribunal, por culpa do meu irmão. Foi no dia de passagem de ano. Estavam perto da praia, entre amigos a beber, a divertirem-se. Mas ele e outro amigo excederam os limites e começaram a insultar os agentes da policia que se encontravam perto deles a mandar parar os carros, numa operação Stop.

 

Deu-se ínicio a uma nova temporada de borrada, que entretanto acalmou.

 

O último episisódio deu-se no passado domingo, dia 29 de Dezembro de 2013. Veio cá a casa pedir dinheiro à minha mãe. Queria 50€ na mão. A minha mãe deu-lhe 10€, e o quê que ele fez? Rasgou a nota, destruiu interruptores, arrancou o intercomunicador da parede, foi à sala pegou numa cadeira para atirar ao outro meu irmão que entretanto acordava no sofá. Começaram os dois à pancada. Entretanto eu, que também estava meia a dormir ouvi aquele basqueiral todo e fui ver o que estava a acontecer. Mais uma cena de pancadaria. É triste. É triste que depois de tanta merda, depois de finalmente ter recomposto a vida dele e ter feito as pazes com o meu pai e connosco tenha deitado tudo a perder. Aqui a estúpida, não pensou e meteu-se no meio dos dois a separá-los enquanto berrava "Por favor, por favor, para". Resultou, que ele depois lá parou, insultou a minha mãe e foi-se embora a dizer que ia destruir o carro. 

 

Uns minutos mais tarde, voltou, trazia com ele a chave do carro e a chave da porta de baixo do prédio. Soube depois, que no intervalo de tempo entre o ele ir embora e o ter voltado, viu o meu irmão na rua, saiu do carro, onde estava, tirou o cinto das calças para lhe bater e lá recomeçou a pancadaria. Como acabou não sei, mas como estavam lá uns amigos deles, deduzo que tenham sido eles a separá-los.

 

Conclusão: Como era óbvio não passou o ano novo connosco. O meu pai proibiu-o de tão cedo voltar a pôr os pés cá em casa. Voltou-se ao passado. Deitou tudo a perder.

 

E pronto, é isto.

publicado por meisiza às 20:16
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Quinta-feira, 26 de Dezembro de 2013

Um brutalíssimo ano novo!

Antes de mais, mil desculpas por não ter desejado um bom natal a quem por cá passa, e se dá ao trabalho de ler ou até mesmo comentar... Desejei em pensamento, juro! Quis foi desligar-me desta coisa (computador/internet), durante uns dias, antes de voltar ao trabalho, para bem da minha sanidade mental. Agora, infelizmente, tive de voltar à carga...

 

Por isso, antes que seja tarde e deixe passar como aconteceu com o Natal, espero que o vosso 2014 seja melhor que este 2013, não sei se foi bom ou mau, mas seja como for, espero que melhore.

 

Mil beijos e abraços :) 

 

tags: ,
publicado por meisiza às 01:58
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 14 de Dezembro de 2013

Banda sonora de 2013

M83 - É uma banda diferente. Não cansa, é inovadora e entusiasmante. Comprei o cd deles este ano, e foi dos que mais ouvi. Fiquei encantada com a Splendor, que é, na minha opinião, das melhores músicas de sempre. 

 

 

 

The Naked and Famous - Já ouço há uns anitos, mas este ano lançaram finalmente o segundo albúm, depois de tanto tempo de espera, e superaram expectativas. Destaco as músicas I Kill Giants e a Golden Girl.

 

 

 

Crystal Fighters - Já gostava, mas foi depois de os ver no Optimus Alive, no dia 12 de Julho, que passei a ouvir mais exaustivamente e a adorar. É uma banda positiva, que contribui para a evolução do meu bom humor. Destaco a LA Calling, mexida, alegre e viciante.


 

 

Daft Punk - Lançaram, este ano, o albúm "Random Acess Memories", 8 anos depois do último. Perderam alguns fãs, mas também ganharam bastantes, sobretudo, com á música Get Lucky, uma das mais tocadas nas rádios, este verão. As músicas deste albúm foram as primeiras a serem transferidas para o meu mp3, e, como durante muito tempo, não voltei a passar para lá mais nada, ouvi este albúm até à exaustão. Destaco a Within que é para mim a melhor do albúm.

 

 

 

Milo Greene - É uma onda bem mais calma, e só recentemente é que comecei a ouvir, mas que vicia, vicia. Ouvi pela primeira vez num episódio de Sobrenatural, série que eu por acaso nunca vejo e foi mesmo coincidência ter visto nesse dia. Ando colada na música Autumn Tree.

 

 

 

Kodaline - Apesar de só ter começado a ouvir no último mês do ano, (graças à Princesa) ando coldíssima. São uma espécie de novos Coldplay.

 

tags: ,
publicado por meisiza às 23:47
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Terça-feira, 10 de Dezembro de 2013

Universidade, morre, por favor

Sinto-me mesmo mal. Detesto a universidade, e cada vez a detesto mais. É só stresses, só merdas, só conflitos.

 

Queixava-me no ano passado, mas este, este ano que eu tinha tantas esperanças que corresse bem, que eu pensei que ia fazer trabalhos interessantes e sem problemas, consegue ser ainda pior que o meu ano de caloira. Nunca pensei que isso fosse possivel. 


Não sei quem foi o louco a dizer que os anos passados na universidade são  os melhores. Não sei onde.


Estou farta disto!



publicado por meisiza às 11:07
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Sexta-feira, 6 de Dezembro de 2013

Acabou antes de começar

Lembram-se do "espero e desespero o tempo que for preciso"? Provavelmente não. Mas, pronto, bem que podia desesperar o resto da vida. Não vale o esforço, nem a paciência, nem a minha felicidade. Põe-me triste, de mau humor, quando esperava que fizesse exactamente o oposto. Julga-me, intrepreta-me mal e ofende-se, quando lhe digo algo que é, na minha perspectiva, simpático. Somos de mundos diferentes. Graças a deus que não houve nada. E que acabou antes de começar.

 

 

música: M83 - Wait
tags: ,
publicado por meisiza às 23:33
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Não percebo

Ando desiludida. Comigo, com as pessoas. Morri para o mundo nestas últimas semanas, nem amigos, nem blog. É facada atrás de facada.


Sou uma gaja frágil, porra!

 

Gostava que me perguntassem "Como estás" e que esperassem mesmo resposta, que ouvissem até ao fim, que me dissessem algo simpático no final, mas só queria que me ouvissem e que se preocupassem genuinamente.

Tenho muita coisa presa cá dentro. E tem que sair.


Perdi um bocado a fé que tinha nas pessoas, já aprendi que aquilo que se diz, não se escreve. Seja quem for, seja o que for.


Também tenho qualidades, mas gostava que gostassem de mim pelos meus defeitos.


Não percebo.

 

música: Kodaline - High Hopes
tags:
publicado por meisiza às 22:18
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Sábado, 23 de Novembro de 2013

Conclusões

- Sou uma ingénua! Pronto, custou, mas finalmente tive coragem de o admitir.

Não sou muito de postar frases bonitas, mas vi esta e fez absolutamente todo o sentido.

"Se amas alguém deixe-o livre para voar. Se voltar é teu. Se não voltar é porque nunca te pertenceu."

- Sempre me tiveste, mas eu nunca te tive, sempre fui tua, mas tu nunca foste meu.


publicado por meisiza às 00:29
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Domingo, 17 de Novembro de 2013

É desta?

Já me tinha mandado a boca de "tens que começar a sair comigo aos fins de semana" isto, porque eu nunca saio, e ele sabe. Ontem disse-me "temos que marcar uma saídita os dois". Caramba, ao tempo que eu espero por isso. Mas não vou ser eu a tomar iniciativa, que não estou para levar cortes. Espero e desespero o tempo que for preciso.


publicado por meisiza às 19:48
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

Desabafo

Tenho levado tanta facada, ultimamente, que acho que vou começar a ser alta bitch para toda a gente.


 

 


(Só assim por acaso, acho que nunca na minha vida tinha usado o termo "bitch", nem  escrito, nem falado.)

 

tags:
publicado por meisiza às 19:35
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 8 de Novembro de 2013

Nunca nada me magoou tanto, como tu

Pronto. E anda tudo mal. 

 

Desde a cena com o outro deficiente, nunca mais fui a mesma. Os relacionamentos mudam as pessoas, e o primeiro, então, muda radicalmente, e se correr mal, mais ainda. 

 

Parece que agora sinto uma necessidade imensa de ter as outras pessoas a gostaram de mim, enquanto pessoa. Esforço-me demasiado. Não falo no geral, no geral sou espontanêa como sempre fui, mas com o outro rapaz, que conheci há pouco, por exemplo. Quero tanto agradá-lo, quero tanto que ele goste de mim, que me ache piada, que até mete dó. É muito mau. Estou a atribuir-lhe muita importância, quando devia estar a fazer o exacto oposto. Devia ser fria, não dar confiança, porque fiquei ainda mais frágil, e as coisas, por vezes, magoam demais. Troquei a frieza pela vulnerabilidade, quando escolhi ficar com alguém. Fui deixada, trocada e a vulnerabilidade não me abandona, devia estar mais fria que nunca, mas não estou.



publicado por meisiza às 00:11
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|

.Sobre mim

counter

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Posts recentes

. Blog desabafo

. Constrangedor

. Coladíssima - Atlas Geniu...

. Filmes

. O futuro

. Deitou tudo a perder

. Um brutalíssimo ano novo!

. Banda sonora de 2013

. Universidade, morre, por ...

. Acabou antes de começar

.arquivos

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

.tags

. todas as tags

.Música

blogs SAPO

.subscrever feeds